ARTIGOS

O VÉU, MODAS E COSTUMES NA IGREJA



O VÉU, MODAS E COSTUMES NA IGREJA


LEITURA RESPONSIVA: I Coríntios 11:1-16


VERSO ÁUREO: “Se alguém cuida ser profeta, ou espiritual, reconheça que as coisas que vos escrevo são mandamentos do Senhor.” (I Cor. 14:37)


OBJETIVO DA LIÇÃO

Discorrer sobre a importância e necessidade do uso do véu pelas irmãs nos serviços de culto. Colocar nossa posição quanto ao uso de modas e costumes e provar que a Igreja tem que zelar para que não entre em nosso meio o mundanismo, tampouco o fanatismo.

INTRODUÇÃO

Deus criou o homem e a mulher, segundo Sua soberana vontade. Estabeleceu que a mulher deveria ser submissa e auxiliadora do homem. Se fosse o inverso, para o autor não haveria nenhuma dificuldade, pois crê que Deus é sábio e tudo que faz é correto; indiscutível e para nosso bem. Para o mundo sem Deus, sabemos ser difícil aceitar Sua Palavra, pois não lhe é sujeito (Rom. 8:7,8). A varoa, para ter autoridade e não ficar sob a autoridade do homem e poder orar ou profetizar, deve cobrir a cabeça com o véu. Para outro lado, é mister conservarmos nossa fé e santidade diante deste mundo devasso. Temos que ter nossos próprios valores e não deixarmos que o mundo nos diga o que é melhor, em termos morais, de moda e costume, etc.

ESTUDO SEMANAL

1º dia: I Cor. 11:1-3; Tito 2:5
Seg.: I Cor. 11:5-10
Ter.: Rom. 12:2; Efés. 2:2,3
Qua.: Rom. 6:12,13; Prov. 7:10-12
Qui.: I Ped. 3:3-5; II Reis 9:30
Sex.: Salmo 1º

QUESTIONÁRIO

1.  Na visão de Paulo, qual é a posição da mulher? Submissão é humilhação?

I Cor. 11:1-3; Tito 2:5. Deus é cabeça de Cristo; Cristo do homem e o homem, da mulher. Não creio que Jesus e o homem se sintam diminuídos por ter alguém sobre si. Da mesma forma, não há porque a mulher se sentir inferior. Entendemos que sua posição de auxiliadora é importante e que sua submissão lhe permite receber proteção do homem. Num casal que serve a Deus, nenhum problema haverá, se observarem as determinações divinas.

2. Por que deve a mulher usar o véu para orar e profetizar?

A mulher deve ter sobre a cabeça um sinal de autoridade ou poderio (I Cor. 11:10). Duas coisas lembram-na como varoa e detonam sua submissão: O cabelo crescido e o véu. Medite que Paulo disse que se ela não quiser usar véu, que tosquie ou rape a cabeça (vs. 6). Como a cabeça rapada ela pode orar sem véu, porque abriu mão de sua submissão. Todavia ser-lhe-á vergonhoso perante a sociedade, não assumir a condição feminina. Colocando o véu, cobre temporariamente seu símbolo de sujeição e pode adorar em condições de igualdade com o homem. Ademais, note que para o homem, que não tem outro homem como sua cabeça, a natureza prova que o cabelo não é importante e ele fica calvo. Ele, ao contrário, não pode cobrir a cabeça nem deixar crescer o cabelo (vs. 4,14). Isto lhe é vergonhoso, pois assumiria um símbolo feminino. A mulher só fica calva, por questões de enfermidades. Julgue: é descente a mulher orar sem o véu?

3. Por que o véu não transparente?

Porque deixa de cumprir o papel de vedar. Note que outros véus, na Bíblia, tinham a finalidade de separar e esconder alguma coisa e não eram transparentes. (Êxodo 26:31-33; 34:33-35; II Cor. 3:13-16).

4. Ao aceitar a Palavra de Deus, como deve o crente agir quanto à vida de gentio?

Rom. 12:2; Efés. 2:2,3; Col. 3:1,2; Efés. 4:22. Devemos nos despojar do velho homem e seu abominável modo de vida e buscarmos a santificação. Isto inclui abandonar hábitos, modas e costumes gentios. Sem fanatismo e farisaísmo, mas com humildade, devemos procurar nos moldar à Palavra de Deus e transformar nosso visual para sermos realmente luz para o mundo.

5. Que ambientes se tornam inadequados para o cristão?

Praias, piscinas, estádios de futebol, cinemas e teatros não são recomendáveis. Não é pecado ir à praia com a sua família, desde que você procure um dia ou um lugar sem movimento e não se vistam com os trajes abomináveis dos gentios. O ambiente de cobiça faz a diferença. Se tiver que ir a uma festa ou evento social, comporte-se como um filho de Deus.

6. Quanto aos trajes do cristão, como andar dignamente? Que evitar?

Roupas sensuais despertam a cobiça e cumprem o objetivo do satanás: o pecado. Vestir-se bem não é pecado. Toda mulher sabe que trajar roupas curtas, transparentes, decotadas, colantes, com aberturar exageradas, etc. provocam reação e manifestação do sexo oposto (Rom. 6:12,13; Prov. 7:10-12; 9:13-18). É carnalidade e pecado! (Judas 19). O homem também deve evitar roupas indecentes, andar sem camisa ou de bermudas ou ficar na presença dos filhos em trajes sumários. Em casa, com roupas de dormir, devemos ter em mãos um roupão, para usarmos caso chegue uma visita ou tenhamos que sair ao quintal. Não devemos orar com qualquer traje.

7. E sobre o cabelo, joias, pinturas e trajes masculinos?

A mulher deve manter o cabelo crescido (I Cor. 11:15), não deve usar joias, pinturas (esmaltes, batom, pintura dos olhos), tranças ou afinar sobrancelhas (I Ped. 3:3-5; II Reis 9:30). Não deve usar trajes masculinos (exceto em trabalho que realmente os justifiquem) Deut. 22:5.

8. Como devemos proceder quanto à televisão e nossa linguagem?

Selecionar programas de edificação ou de lazer que não firam à nossa consciência de cristãos (Salmo 101:3). Não mentir mais ou seguir usando expressões dos gentios, como gírias, palavrões, etc. (Efés. 4:17,22,25,29; Col. 3:9; Mat. 12:36; Salmo 1º).


“E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento...” (Romanos 12:2)