ESTUDOS

HUMILDADE E RESPEITO AO MINISTÉRIO



HUMILDADE E RESPEITO AO MINISTÉRIO


LEITURA RESPONSIVA: Atos 18:24-28


VERSO ÁUREO: “E Ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores.” (Efésios 4:11)


OBJETIVO DA LIÇÃO

Mostrar que o ministério fiel e dedicado a Deus e Sua Palavra deve ser respeitado, pois é uma instituição divina e responsável pela condução da Obra de Deus. A Igreja deve ser submissa e honrar a seus líderes.

INTRODUÇÃO

O perfeito entrosamento entre os membros da Igreja e o Ministério, para ter autoridade, deve se santo e irrepreensível e gozar de bom testemunho diante da Igreja e dos de fora. Maus obreiros levam o rebanho ao mau caminho e os irmãos acabam se desanimando. Os irmãos devem ser submissos e cooperadores, afim de que a Obra não sofra interrupções e o Ministério trabalhe com alegria (Heb. 13:17). Não devemos tolerar os maldizentes, difamadores e dissimulados. Tolerar estas pessoas hoje, para não perde-las é arrumar dor de cabeça par a Igreja no futuro. Se alguém desrespeita o ministério, ofende a Deus que o instituiu.

ESTUDO SEMANAL

1º dia: Efés. 4:11; Luc. 6:12,13
Seg.: Efés 14:4; Col. 1:22
Ter.: Tito 2:7; II Tim. 2:15
Qua.: I Tess. 4:11; Rom. 13:8
Qui.: Heb. 13:17; I Cor. 4:1,2
Sex.: Êxodo 18:21; I Tim 3:10

QUESTIONÁRIO

1. Quem estabeleceu o Ministério na Igreja de Deus?
Efés. 4:11; Luc. 6:12,13; I Cor. 12:28; Atos 13:2,3. Não foi o próprio homem!
2. Como deve se comportar o membro do Ministério?
•  Deve ser irrepreensível (Efés 1:4; Col. 1:22; Tito 1:6; I Tim 3:2; I Tess 5:23)
•  Temente e capaz (Êxodo 18:21)
•  Ter bom testemunho e exemplo (Tito 2:7; II Tim 2:15; II Cor. 6:3)
•  Ser firme e zeloso no que faz (Tito 1:9)
•  Tratar bem o rebanho de Deus, com amor e responsabilidade (I Ped. 5:1-3)
•  Manejar bem as Escritura (II Tim 2:15)
•  Ser humilde e pronto a aprender e respeitar os mais velhos e experientes no Ministério (Atos 18:24-26)
•  Não ser contencioso (I Cor. 11:16; I Tim. 3:3; II Tim. 2;24; Tito 3:2)
•  Ser contribuinte exemplar (I Ped. 5:3)
•  Ser confiável no manejo das finanças (I Tess. 4:11; Rom. 13:8; Ecl. 5:10; I Tim. 6:10)
Dever ser justo e honesto nos tratos e negócios pessoais; não viver envolvido em dívidas e não ser avarento e mesquinho por dinheiro. Pessoas de vida financeira descontrolada não podem nem devem ocupar cargos na Igreja de Deus.
•  Não prejudicar a Igreja. Se houver algo em sua vida que prejudique a Obra, deve ser humilde e pedir licença ou demissão.
•  Suportar as provas (I Tim. 3:10)

3. Como devemos trata-los? Que ocorreu com os que se lhe opunham?

Heb. 13:17; I Cor. 4:1,2; I Tim. 5:17. Os bons líderes devem ser reconhecidos e tidos por dignos de duplica honra. Não se deve dificultar seu trabalho, pois isto pode trazer consequências aos que põem tropeços e não cooperam (Heb. 13:17; I Tim. 5:18). Coré, Datã e Abirão, simplesmente por se enjoarem de Moisés, tentaram provocar uma rebelião e foram punidos por Deus (Núm 16:3,28-33). O governo de Deus é teocrático e Ele sempre teve líderes sobre o povo (Êxodo 18:21,22).

4. Que critérios deve a Igreja ter aos indicar pessoas para o ministério ou a de cargos de oficiais?

Êxodo 18:21; I Tim. 3:10; I Sam. 16:6,7. Deve escolher pessoas capazes para o cargo, tementes, não avarentas, fiéis, irrepreensíveis e de bom testemunho. Nunca escolher pessoas pela aparência ou posição social ou neófitos (novos convertidos ou inexperientes). Caberá ao Pastor ou líder principal avaliar indicações e propor as mais viáveis.

5. Como devem os membros agir se perceberem falhas nos seus líderes?

Devem imediatamente comunicar instâncias superiores. Ficar calado é ser omisso e omissão é pecado (Lev. 5:1). Se tiver provas, formule uma denúncia e se não, formule uma suspeita (I Tim. 5:19,20). Seu silêncio poderá arruinar toda a Igreja.

6. Que pode acontecer quando se tenta enganar ou prejudicar o Ministério?

Você entra em atrito direito com o próprio Deus e pode perder a salvação (Atos 5:1-5,9,10). O ministério é o porta voz e representa a Deus (Êxodo 18:14,15). Coré, Datã e Abirão, ao resistir e tentar derribar a Moisés, se viram frente a frente com o próprio Deus (Salmo 105:15). Ananias não mentiu a Pedro, mas ao Espírito Santo que nele estava, o que resultou em morte. Não se admirem se alguém que afrontou e mentiu ao Ministério cair e nunca mais se levantar!

7. É justo assalariar pastores para que se ocupem em tempo integral?

Deus tinha no passado um reino sacerdotal destinado a evangelizar as nações. Designou uma das doze tribos, para se dedicara administração de Sua casa e ordenou que Israel desse dízimo para sua manutenção. Paulo fala em viver do Evangelho e em não apenas entregarmos dízimos, mas repartimos de tudo o que temos com os que não instruem na Palavra (I Cor. 9:13,14; Gál 6:6). A Obra de Deus é urgente e é egoísmo sermos negligentes nas contribuições e atrasarmos o avanço do Evangelho. Um trabalhador é digno de seu salário. Não devemos subestimar o trabalho de um pastor ou evangelista e achar que ele não pode ter um salário digno, não pode ter um bom carro e uma casa pra morar, porque trabalha para Deus. Muito pelo contrário, sua missão, sua missão é nobre e ímpar. Reconheçamos e trabalhemos para que tenhamos mais obreiros no campo, em tempo integral; para que em menos tempo, mais e mais almas possam ser alcançadas pelo chamado de Deus!